Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

16 de dez de 2011

Desejos insaciáveis


E então, com meu carisma eu lhe conquistei. Mandei flores, bombons. Olhava para você como se fosse uma joia rara. Você acreditou. Eu sabia que não podia, mas mesmo assim lhe desejei, queria você para mim.

Usei do charme, das palavras ditas na hora certa, do sorriso e até do sexo para me aproximar. Cheguei rápido e arrebatei seu coração. Não esperava, até também passei a acreditar naquela ilusão. Mas assim como entrei de repente, recobrei a consciência em pouco tempo. Voltei ao normal. Ao meu normal.

Olhei para você e vi uma pessoa linda, mas que eu usei. Experiência, creio eu. Tentativa de ser feliz. E fui por aqueles breves momentos que passamos juntos. Que pareceram uma vida. Uma eternidade.

Isso que eu não queria: que fosse eterno. É um desejo louco que tenho de querer o que não posso. Como um diabético que quer um bolo. Preciso me remediar para saciar esse desejo, que sempre vou ter, que não tem controle. É maior que eu.

Ao ver o seu corpo, lembro disso. Não posso, não devo, mas vou atrás. Me delicio na sua pele e depois vou embora. Mas não é como se nada tivesse acontecido. Pelo contrário. Vou embora sabendo que eu posso desejar, que eu posso querer, que eu posso ter.

Não devo fazer isso com você, mas a sua silhueta ao me amar, o seu rosto de satisfação com o prazer que proporciono e seu sorriso ao gozo me fazem voltar. Voltarei sempre. E farei você feliz novamente. Mais uma tentativa. E sei que estará lá para os meus caprichos e os meus desejos. Momentos de loucura.


3 comentários:

  1. Respostas
    1. Isso é muito todas nós que lemos esse blog... Pessoas diferentes e ao mesmo tempo tão parecidas! Estou apaixonada por esse blog <3

      Excluir
  2. Muito foda esse texto, gostei muito. :D

    ResponderExcluir

Áhh, que fofo você comentar!!!