Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

18 de jun de 2011

Coisas


A lua estava linda ontem. Já bebi a ponto de passar o dia seguinte inteiro vomitando. Quando ouço jazz, sinto minha alma dançar. Uma vez fiz tanto sexo, que sangrei durante uma semana. Os personagens de Victor Hugo jamais poderiam existir, são bonzinhos demais. Morro de vergonha quando me lembro da vez em que caí na gargalhada em meio a um enterro – acho muita falta de respeito. Já chorei no meio de uma foda. Sérgio Cabral é um governador de merda. Adoro comer coisas gordurosas, em grande quantidade, até passar mal. A parte boa do meu trabalho é poder liberar o lado bolchevique - dá vontade de sair quebrando tudo. Quando estou triste, escrevo. Não gosto de fazer sexo em locais públicos. Nem sempre tenho noites tranquilas. Odeio discursos proselitistas. A maconha deveria ser liberada, geral fuma, então foda-se. Qualquer coisa me faz sorrir. O ser humano deveria ser mais altruísta. Já fiz mal a pessoas que só querem meu bem. Ouço com frequência que meu sorriso é lindo. Eu engano as pessoas. Os Nuer é um dos textos mais prolixos que já li. Muita gente já me viu fazer escândalo. Fiz sexo algumas vezes com quem não devia. Durante uma época, sofri muito por um amor que nunca existiu. Eu rio – gargalho – de certas imposições sociais que apenas servem para tornar o ser humano ainda mais medíocre. Fernando Pessoa foi o bipolar mais pica do século XX. Chocolate com morango é o doce mais gostoso do planeta terra. Uma vez ajudei uma pessoa que me fez muito mal. Assistir Beleair foi uma das melhores coisas que fiz nesse mês. Já fiz sexo com pessoas que estavam apaixonadas por mim, enquanto eu só queria fazer sexo com elas. Uma vez me apaixonei por alguém que não queria muito além do que sexo comigo. Sei que é ridículo, mas já chorei assistindo comercial.Viva à união estável gay. Minha brincadeira favorita na infância era pique-esconde. Até hoje, minha mãe me trata como se eu fosse criança. Ainda não dei para mais de um homem (ou mulher) ao mesmo tempo. Meu sonho é tomar banho de chuva nua. Adam Smith viajou na maionese. Gosto de ficar aqui, ouvindo os passarinhos cantarem. Dizem que sou louca, mas tenho certeza de que sou o mais próximo à sanidade que você já conheceu. Eu invento histórias, acredito em quase todas elas. Minha alma precisa dançar... quarta-feira estarei no jazz.

3 comentários:

  1. Maria de Las Tequillas21 de junho de 2011 19:55

    uma palavra para esse texto: Vida. É isso.

    ResponderExcluir
  2. Nossa...que texto libertador! Vou tentar escrever um assim pra mim também. Obrigada.

    ResponderExcluir

Áhh, que fofo você comentar!!!