Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

3 de mar de 2012

Quase uma carta de amor


Amor da minha vida,

Não sei  bem como começar a escrever isso para você. Poderia ser subjetivo, fazer metáforas, dar a volta ao mundo, mas seria maldade, uma ofensa a sua inteligência, assim, aqui, a ideia é a objetividade, então, acabou.

Antes de você se desesperar e aforgar-se em lágrimas, saiba que amo você. Suas risadas, seu corpo, seu cheiro, seu beijo... tudo me enlouquece de tal forma que não consigo me controlar quando estou ao seu lado, mas... quero amar outras pessoas.

Não se choque com minha sinceridade, sou assim, nunca gostei de enganar as pessoas ou magoá-las além do necessário. Pense no lado bom: faço isso na intenção de nunca sacanear você, pois mais dia ou menos dias isso iria acontecer, me entregar a outros braços faz parte da minha natureza, e eu não posso ir de encontro aos meus instintos.

Sei que irá me xingar e nunca me perdoar pelo que estou fazendo, mas entenda a minha situação: sou do mundo, sou o meu mundo e você fez parte dele. Sei que o romantismo tomou conta de mim muitas vezes e que eu disse que o meu mundo era você, mas foi o calor do momento, acho que sabe o que quero explicar...

Assim, finalizo aqui essa linda relação que a gente viveu dando a você a certeza que continuarei amando você e preservando esse sentimento. O futuro nos reservava o fim dele, e, parando por aqui, ele nunca acabará, terá sido o amor mais fantástico que terei vivido!

Agora, daqui para frente, o destino será responsável pela nossa felicidade e, se for da vontade dele, um dia volto para você, quem sabe?

Sabendo que sempre sentirei saudades, com amor 

Sua cara metade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Áhh, que fofo você comentar!!!