Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

23 de fev de 2011

Historie d'O (1975)


Ele veio a mim num sonho que tinha tido, numa oca perto do Rio Perequê. 
Disse que tinha duas máximas que precisava deixar como herança e não tinha para quem, era solitário.
Me achou dormindo em profundo êxtase de ostra no mar. O concreto me abraçava querendo engendrar pérolas. Chegou no meu ouvido e disse com voz de vento cruviana:  "Não seja uma pessoa superficial e não babe o baseado". 

Foi embora, nem vi seu rosto, mas sei que ele tinha uma aparência furta-cor. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Áhh, que fofo você comentar!!!