Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

17 de set de 2010

Guerra















que toque o clitóris dessa moça
no luar do alvorecer no dia frio
como soldados virão os dedos
desbravando a lassidão do vinco

devasse a santa, a puta imaculada
no âmbito dos seios do bico até a ponta,
como artilheiro vem a língua dura, úmida
atassalhando e saboreando os cantos

em contra-golpe parte dela “clitoreando”,
soluçando o mais puro desejo abafado,
chicoteando a boca na pele do soldado 

usando o dom de ser pecadora
destrói as armas, acaba com a marcha.
na opulência disfarçada, edifica a peleja,
e finaliza com o brado da amarga vitória
aniquilando o inimigo numa só gozada


 



6 comentários:

  1. Cara, vc é um gênio. Cheguei a ficar com vontade de fuder

    ResponderExcluir
  2. Poemerótico dos bons!
    Uma viagem sem censura pelos recantos úmidos, arfantes e saborosos da mulher...
    Até vou trzer um poeminha para incrementar:

    Arrebento
    em marés úmidas
    ansiosas.

    Às vésperas de teu corpo.

    Beijão.

    Ricardo Mainieri

    ResponderExcluir
  3. as fotos do artista desconhecido me inspiraram.
    sexo é muito importante pra mim.

    ResponderExcluir
  4. Sexo é vida, já diria nosso caro Boston Medical Group! Lindas palavras... Vc me encanta cada vez mais...

    ResponderExcluir

Áhh, que fofo você comentar!!!