Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

4 de ago de 2010

Pão



Não consegui saciar minha vontade de pão. E o dia passou, o pão ficou dormido. Outros dias se passaram e o pão endureceu. Saí para comprar outros pães. Mas nenhum deles tinha o mesmo sabor daquele que tão mal experimentei. E sinto muita falta da sensação que eu tinha, quando do pão eu comia. Um instigar de apetite que nunca termina. É o pão que me sustenta, alimenta, equilibra. O pão despertou uma fome que eu sequer sabia que tinha. Mas o tempo andou, o pão está dormido. O pão endureceu; mas a fome não passou. Ao menos o pão tivesse acabado… não ficaria a sensação de amor mal terminado.

3 comentários:

  1. yo tengo la mantequilla!

    Javier Barden

    ResponderExcluir
  2. hauhauhauhauhauhauha! o Javier anda muito inspirado rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Javier, vou ser sincero, não vou com a sua cara! #prontofalei.

    ResponderExcluir

Áhh, que fofo você comentar!!!