Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

14 de ago de 2010

Utopias


A religião nada me diz. Ideologias não passam de fantasias não ajustáveis ao mundo material. Palavras não me confortam, minhas crenças invento eu. A desigualdade na co-relação de forças enoja, mas não pode haver igualdade entre os homens, se todos são diferentes. Não seria justo. E o que é justiça? Conceitos morais não me dão resposta, meus preceitos são fundamentados nas premissas éticas que crio para mim; estão sempre em constante transformação. Acredito no eu de agora, a pessoa que serei em dois minutos pode levantar questões inimagináveis a quem fui há alguns segundos atrás. Não busco atingir o ápice da sabedoria terrena, busco apenas manter os olhos bem abertos na eterna procura por uma interpretação que me convença. Não preciso que me digam o que é certo ou errado. Esse é um conceito que varia de um lado para o outro. Qual é a resposta inquestionável, quando cada um tem uma visão de mundo que oscila de acordo com sua intertextualidade? Presunçoso é o homem que acredita guardar em seu discurso verdade universal.

3 comentários:

Áhh, que fofo você comentar!!!