Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

13 de mai de 2010

Gafe pouca é bobagem




Adoro gordinhas. Na infância, meu apelido era "Palmitinho", por ser branquela e roliça. Por isso, leia-se, nada contra as carnes que me fazem feliz em noites calientes.

Estava linda, bela, exuberante e cansada na aula de gastronomia que tenho me esforçado para frequentar nas noites de segunda e quarta, após longas horas de tortura física e mental no emprego que eu pensava, quando estava na faculdade e era quase virgem, que era a minha cara.

O professor, um Chef com pinta de mauricinho surfista, falava sobre mise-en-place e dava exemplos de desastres que poderiam acontecer sem organização. Quando contava uma anedota sobre o foie gras queimado, fruto de uma omissão lá do passado, achou por bem ressaltar que era vegano. Para os leigos como eu, não come nadica de nada oriundo de proteína animal.

Eu, que sempre fico quieta na aula - mais por cansaço que por vergonha, mas isso não vem ao caso -, resolvi brincar com a minha colega de classe. Virei o rosto e cochichei, como quem tramou uma peça daquelas: e mesmo vegetariano é gordinho, hihihi.

Uma coisa não tinha nada a ver com a outra - carboidratos podem te dar a forma do Geléia, dos Caça-Fantasma, se você exagerar - mas eu achei engraçado. Não sei por que, não sei mesmo... mas achei engraçado.

Acontece que minha colega é uma senhora balzaquiana que honra os lipídios que tem: a cintura, comparada ao aro 21 da minha bicicleta, me fez lembrar que o comentário tinha sido mal-direcionado. Ela ficou vermelha, tentou puxar a blusa para disfarçar as dobrinhas mais assanhadas, e encolheu o ventre.

***

Prova de que Deus castiga, saindo do mesmo curso, um taxi que eu não sei da onde veio achou que meu Celtinha era um bom lugar para se aconchegar: furou o sinal e por pouco - pausa para agradecimento ao resto de reflexo que me toca - não me atinge em cheio. Dei uma estragada no carro. E, nervosa, devorei uma caixa de bombons.

2 comentários:

  1. Sou um vegetariano que mistura um fetuchinni aos quatro queijos com o bom vinho tinto. E que tempera seus alimentos com azeite de oliva e o americaníssimo catchup.
    Depois desse mix, se mete a escrever poesias...(rs)
    Veganos e macrobióticos são pessoas um tanto radicais e meio chatas.
    Teu único problema foi escolher mal o interlocutor...(rs)
    Conheci o site de vcs. através da caipirinha, mas tenho notado que as outras biritas também são boas.

    Abraço.

    Ricardo Mainieri

    ResponderExcluir

Áhh, que fofo você comentar!!!