Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

13 de mai de 2010

Somos mulheres, bebemos e entendemos muito de futebol...



Um dia após a convocação tão esperada de Dunga, chego ao trabalho e ouço uma voz balbuciar: nossa, essa gerência está vazia, não tem ninguém aqui para comentar sobre a convocação de ontem.
Eu pensei: Gente, será que depois de 25 anos bem vividos, eu ainda sou ninguém, ou alguém sem definição? Ah, por favor...
Assim que ouvi meu companheiro pronunciar essa equivocada frase, levantei rapidamente de meus aposentos, fui até ele e disse: impressionante mesmo a escala do Dunga, né? É revoltante... Ele vai se arrepender no final, deixar de levar o Neymar para, somente, apostar no Nilmar? E o Ganso que vem desenvolvendo um trabalho fenomenal no Santos? Não acredito que ele não os levará para seleção, não acredito mesmo...

Na hora, o colega olhou-me com um ar de “você, mulher, entendendo de futebol?”. E eu não parei por aí não; continuei, porque eu sou dessas mulheres, sim, que gostam de uma biritinha, de um petisquinho, jogar conversa fora, dar uma de comentarista esportivo, palitar os dentes, fitar os homens, as mulheres (para reparar) e assim por diante...
Sei que essa rotulação, de só os homens entenderem de futebol, está impregnada na mente da sociedade e que vai ser bem difícil tirá-la rapidamente da cabeça das pessoas. Mas, a partir de hoje, desse gesto, uma coisa tenho certeza: meu amigo e os outros companheiros de minha gerência não mais me excluirão de suas “conversinhas masculinas”, melhor, de seus "papinhos", até então, de "menino”

Um comentário:

  1. nós mulheres sempre sofreremos com os estereótipos... é a vida!

    ResponderExcluir

Áhh, que fofo você comentar!!!