Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

13 de jul de 2010

Ele não é assim


Ele seguia insistindo, mesmo com 20 garrafas vazias à mesa, que ele “não era assim”. Falou para cada presente, fazendo questão de explicar o tempo todo que aquela não era uma situação corriqueira e por isso o comportamento bizarro.

Afirmou que não esquece das coisas, que não enche a paciência de ninguém, que não comeu pastéis da última vez, que não escreve coisas desconexas, que não era um radical. Ele não era assim, como é que pode meudeusdocéu?

“Como é que se pode assassinar assim a reputação de uma pessoa?” bradava ele, indignado.

Eu e todos os presentes à mesa tínhamos certeza de que ele era sim tudo aquilo que estava fazendo questão de negar (até cheguei a pensar que talvez ele estivesse certo, devido ao meu escasso convívio ultimamente, mas não).

Talvez essa tal “situação adversa” tenha trazido à tona todas as verdades sobre ele mesmo para ele mesmo – e isso o deixou chocado. Uma vítima, coitadinho.

No fim, disse que precisava resolver umas questões em sua cabeça e que, para isso, talvez procurasse a ajuda de um analista - em Copacabana, claro. Na próxima vez ele vai dizer que não falou nada disso, porque, afinal, ele não é assim.

Digo então, categoricamente, que, sendo assim, você é assim sim. E espero que siga sendo.
E ontem não choveu*

*Seguindo a tendência de mensagens desconexas.

3 comentários:

  1. crise existencial, sei como é
    as masculinas são mil vezes piores

    ResponderExcluir
  2. inacreditavel. ele não é assim.
    conheço ele ja anos. "terapia" ele nunca usaria.. nem depois 20 garrafas. em copacabana.. muito bom..!

    ResponderExcluir

Áhh, que fofo você comentar!!!