Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

28 de jul de 2010

Mar


Ela sempre sonhou com o mar em ressaca, ondas intempestivas que invadiam territórios mais remotos. E mesmo com a maré em cólera, algumas vezes entrava na água, se aventurava no sal. Outras, apenas deixava que a espuma tocasse de leve seus pés presos à areia. Mesmo quando não mergulhava, bastava saber que estava lá. Tanto fazia uma tempestade ou um rasgado azul. Mas hoje, quando olha para a costa, enxerga apenas um tapete com sutis ondulações que refletem o céu. E vê sem mistério um horizonte apático, sem sinais de variação. Onde está a fúria em meio a grandeza de todo esse líquido, que muda de cor a cada hora do dia? Que se foda. Ela vai viajar por todas as praias, até reencontrar seu mar.

3 comentários:

  1. Eu também achei lindo, e bem no meu momento...

    Que se foda!

    ResponderExcluir
  2. también me ha gustado mucho. especialmente el "que se foda"

    javier Barden

    ResponderExcluir

Áhh, que fofo você comentar!!!