Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

4 de mar de 2010

Ai de ti, Copacabana

Dia desses estava na praia de Copacabana com o namoradinho alemão.
Um ladrão visivelmente drogado se aproximou dizendo “Quero tudo do gringo aí. Passa tudo”. Eu, querendo amenizar a situação para não traumatizar o turista, ofereci ao pobre homem 20 reais de meu bolso.
Surpresa foi a minha quando ele disse “Não, de você não. Tu é trabalhadora. Quero do gringo aí.” Quando a gente acha que já viu de tudo na vida ainda somos surpreendidos por um ladrão com consciência social.
Fiquei pensando o que leva um ladrão a ter tal atitude. Será que existem especificações para os ladrões, como “ladrão de turistas desavisados”, “ladrão de playboy marrento”, “ladrão de senhorinhas inocentes”?
Imagino-o chegando para o chefe do bando dizendo “Pô o movimento tava fraco hoje, só tinha trabalhador”. Isso procede?
Depois de uma breve discussão tentando convencê-lo a não levar mais do que 20 reais ‘do gringo’ (afinal, este valor já garantiria a droga da noite) ele deixou a praia nos desejando boa noite, boa sorte.

2 comentários:

Áhh, que fofo você comentar!!!