Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

12 de jun de 2010

De cair os cabelos


Antes de tudo, agradeço minha amiga e confidente Pina pelo convite para compartilhar esse texto com as amigas deste blog tão singular. Ao longo de algumas semanas, estive acompanhando esses textos interessantíssimos que são publicados aqui. Confesso que tenho uma queda pelos porn-comedy de Pina, o que me despertou vontade de publicar uma história ímpar vivida por mim.

Assumo que sou um cara do tipo Zé Mayer, daqueles que só acham uma coisa melhor do que mulher; uma mulher diferente. E nessas minhas andanças pelos caminhos da esbórnia, me encantei por uma menina numa festa. Uma loirinha linda, cabelos no meio das costas, vestidinho colado delineando um corpinho gostoso, pernas lisinhas e pés cuidadinhos em uma sandália de “fashion week”.

Hesitei alguns momentos antes de abordar a gata, talvez por achar que eu não estava a altura de consumir aquele banquete. Porém, usando das técnicas do “Manual do Cafajeste ”(talvez assunto para um novo post), fiz amizade com a amiga dela e me aproximei do alvo com boas indicações.

Não demorou muito para que nos rendêssemos aos prazeres de um beijo acalorado na pista de dança, e estimulados pelo teor alcoólico de nossos corpos, poucas horas depois partíamos para o “cafofo do prazer” (apelido carinhoso de minha residência). Parto sempre do princípio de que quando a mulher aceita ir para a casa de um homem que mora só, no final da noitada, ela está com tanta vontade de transar quanto o sujeito que a fez o malicioso convite para a visita. Entramos em casa e logo apimentamos as carícias que iniciaram na pista de dança.

Minutos depois do rala esquentar, recebi a ligação de um amigo (devo contar que é o P.A de Pina??) que estava chegando em minha casa acompanhado da menina amiga, que me auxiliou na conquista da noite. Por senso comum, nós quatro compartilhamos da mesma cama. A companhia de meu amigo relutou um pouco e disse que não daria pra dois caras juntos, mas não impediu algumas investidas manuais no meio da bagunça.

Eu penetrava a gata por cima, com cara de tesão, mãos apoiadas na cama para garantir perfeito equilíbrio nas profundas estocadas. Uma de minhas mãos apoiou em cima do lindo cabelo loiro da beldade, e quando ela se mexeu veio a surpresa... um “tufo” daquela brilhosa crina desprendeu-se do restante das madeixas.

Surpreso, mas não abalado, continuei meus trabalhos. Ah, só por observação: antes de começar os trabalhos tive que agir tal um saca rolhas tirando um estufado O.b da cavidade vaginal da então gata. Sina minha essa coisa de molho à tarantela... (mais um caso para um futuro post).

Mudamos de posição, ela jogou o tufo para o lado da cama. O casal ao nosso lado metia ardentemente e eu me distraia também dedilhando a menininha do meu amigo que, mesmo contrariada, preocupava-se mais em gemer enquanto eu observava o momento Coiffeur da minha gata.

Posições mudadas, de quatro, animal, selvagem, ardente e... puff, cai outro tufo. As longas madeixas agora estavam reduzidas a um singelo cabelinho no ombro. Tudo tolerável, até que meu nobre amigo escutou a menina dizer: “caiu mais cabelo aqui...”, e olhando para o lado, viu aquele texugo sem vida.

Pra quê... saiu a primeira risada. Da primeira veio a segunda. E eu, com meu tino implacável para o humor inconsequente, me libertei e bradei: “puta que o pariu, a mulher é careca! CARECA!” Foi-se a transada por água abaixo. Fui para o banheiro (rindo é claro) e deixei meu amigo na cama com a outra lá gemendo. Não teve jeito, brochei. Acho até que fui bem resistente (obrigado, Vodka!), pois relutei bastante antes de tal fato.

Me restava fazer sala para a “pseudo-gata”, até meu amigo gozar naquela cabrita berradeira. Já eram 8h da manhã e meu sono havia chegado.Valente e ninfomaníaco que sou, não resisti aos gemidos que vinham do quarto e tive que encarar a careca na sala mesmo, afinal, era questão de honra gozar depois disso tudo. E assim foi feito. De pé, na sala.

Quando tudo finalmente acabou, fui conduzir as visitas até a porta, com aquele velho papo de “te ligo para nos vermos mais vezes” (vai esperando, careca de uma figa). Fui cumprimentar meu amigo que encarou a batalha comigo, mas, estranhamente, ele não me estendeu a mão. Antes que eu pensasse que era indelicadeza da parte dele, fui alertado disfarçadamente sobre o vermelho urucum que dominava minha mão direita por inteiro. Exatamente, pra fechar com chave de ouro, a bendita ainda me menstruou a mão direita toda.
Mulheres, confesso: homem excitado encara batalhas, supera barreiras, ganha terreno, da a cara a tapa, conta a derrota e ainda ri disso tudo. Espero que tenham gostado de compartilhar essa derrota comigo, afinal, vitórias só tem graça pro vencedor, as derrotas alegram multidões.

Beijos e abraços.

Jose Cuervo F.C

9 comentários:

  1. Imagino a engraçada se despedindo de todo mundo, com o tufo de cabelo nas mãos... como eu queria ter visto isso

    ResponderExcluir
  2. Hahahahahaha muito bom!!! Ótimo ler isso em um dia dos namorados. Percebi que minha vida não é de toda ruim.
    Obrigada, José.
    Quero ver textos seus mais vezes aqui. Perfeito!

    ResponderExcluir
  3. Nem comentei isso, mas de fato ela foi embora levando o cabelo nas mãos, minha cara Pina.
    Jose Cuervo F.C
    Obrigado pelo elogio, Anônimo.

    ResponderExcluir
  4. Apesar de ser um post de um homem (não é pra isso que eu entro aqui), rachei de rir com "A menina é careca! CARECA!" HAUHUAUAHHUAHUAHAUHAUUAHUAHHAUHAUHUA muito bom, hilário, histérico!!!
    Agora, OB... po, Jose Cuervo, podia ter dado a dica pra mulherada no post: se vc tá com OB, dá uma passadinha no banheiro antes de ir pra cama com o gato, tira o OB, verifica se tá tudo bem... não custa nada, né?

    Bjus de quentão!!!

    ResponderExcluir
  5. o mundo feminino não admite amadoras, é esse tipo de mulher que merece entrar no nosso blog pra tomar umas aulinhas de sociedade.

    higiene e basico né galera?

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Puts, amiga, é verdade... merece um post só sobre esse assunto

    ResponderExcluir
  7. Pois é, pois é, pois é minha gente... fato verídico e testemunho isso como um dos 4 participantes... tufos voaram... o engraçado que essa foi a segunda vez q vejo algo desse tipo.. já nao me assusto com mais nada... rsssss... muito bom.. como diria meu amigo Jose... SEN-SAA-CIONAAAAAL!!!
    rsss
    Sr. Blindex

    ResponderExcluir
  8. Bom, eu nem sei o que comentar. Não sei se falo dessa coitada, que está sendo xoxada por ser careca (tadinha, gente!), não sei se explico (ainda precisa???) que a gente não dá com O.B, não sei se xingo o autor do post de canalha...Enfim, estou com mtos sentimentos...Depois escrevo algo mehor e mais organizado. SURREAL!

    ResponderExcluir
  9. PArabens...
    trepou com uma SORO positivo estágio avançado...
    VAI MORRER. TE CUIDA
    H.A.F - DF

    ResponderExcluir

Áhh, que fofo você comentar!!!