Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

8 de jun de 2010

Eclipse


Nunca tinha prestado muita atenção na Lua. Nunca tinha entendido o valor que lhe era dado pelos poetas. Até que um dia, saí na rua e dei de cara com ela, lá no Céu, enorme, brilhante, tão perto da praia que me fez ficar em transe por alguns instantes.

Sentei na beira do mar e fiquei olhando para ela. Cada detalhe, cada marca, cada ponto visível a nós. Comecei a imaginar também quais segredos ela guarda do outro lado. Todos temos um lado oculto. Um lado que preferimos não mostrar para ninguém. Mas naquele dia eu conheci a Lua. Posso jurar que vi ela chorar. Contou sobre amores, traições, falsas juras de amor. Todas as histórias, as emoções, impressões. Tudo ficou guardado em mim.

Levantei, com olhos também marejados e atordoada. Percebia lentamente o que tinha acontecido ali. Foi um breve momento. Não durou mais que cinco minutos, mas pareceu a eternidade. Trago aquele momento sempre na lembrança. O que senti naquele dia não saiu mais de mim. Está no meu coração, invade a minha alma sempre que eu a vejo. Foi o dia que eu me apaixonei pela Lua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Áhh, que fofo você comentar!!!