Sugira, critique, participe, contribua, toque uma, apareça!

mulheresqbebem@gmail.com

16 de jun de 2010

Um pouco de poesia nojenta

saia do tédio     
peteleco na meleca
pra voar com ela
pra aliviar espera
que nos dedos
se esfarela…
aroma
bigode e pentelho
a dupla tem
cheiro de queijo
descarga não!
encontrou a bosta
de quem gosta
mas por amor
não deu as costas




7 comentários:

  1. Amiga, seus posts revelam a artista q vc é... e a depravada q sou :P Chego a me sentir diminuída!

    ResponderExcluir
  2. para de graça, vc é minha cronista preferida!
    só fico preocupada com o fato de vc não dar essa buça!

    se eu tivesse um piru, te comia!

    ResponderExcluir
  3. Mas é por isso q eu te amoooooooooooooo!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. fantástico e muito poético!

    ResponderExcluir
  5. q lindo, poético e sensível
    fantástico

    ResponderExcluir
  6. Glauco Mattoso e Bucowsky devem estar com inveja.
    Vamos tentar um poeminha sensualight:

    meu pênis
    ergue um brinde
    a tua beleza

    derrama
    leitoso licor
    em teu leito de pelos...

    Ricardo Mainieri

    ResponderExcluir
  7. ahahah
    ricardo
    té parece...

    Amei o poema, super fofo!

    ResponderExcluir

Áhh, que fofo você comentar!!!